7 Diretores que também deveriam se desculpar por seus filmes
6 de julho de 2017
Cinema para ler: Capote e Confidencial
19 de julho de 2017

Resumão GoT: Sexta Temporada – Que tudo se exploda e o inverno que finalmente chega

Aconteceu tanta coisa na sexta temporada de Game of Thrones que eu precisei assistir tudo de novo pra lembrar como a gente chegou a esse ponto. Em King’s Landing a Cersei tá de volta ao castelo e quem tá se ferrando na mão do Alto Pardal é a Margaery e o irmão dela, Loras. Mas como a Margaery tem nada de boba, ela se entrega à fé pra poder ficar livre do walk of shame que a Cersei precisou fazer no final da temporada passada.

O lance é que a Cersei ainda não tinha sido julgada, daí o seu julgamento foi marcado pro mesmo dia do Loras. Só que, em vez de comparecer e ser julgada pelos deuses, ela decide comprar uma roupa nova (maravilhosa) e ver o septo explodir com todo mundo dentro. Sim, morre o Alto Pardal, morre Margaery, morre Loras, morre os pais deles e morre mais uma galera. Tommen foi impedido de ir ao julgamento e assistiu tudo da janela de casa. A atitude dele diante do ocorrido foi super ponderada e serena: ele só se jogou da janela. Cersei finalmente senta no trono de ferro.

No norte, Jon Snow é ressuscitado por Melisandre no mesmo esquema em que o Thoros de Myr ressuscitava o Beric Dondarrion (lembram dessa galera? Eles até fazem uma ponta nessa temporada). Agora já temos dois zumbis do fogo contra muitos zumbis do gelo. Como ele chegou a morrer, não faz mais parte da Patrulha da Noite. O seu próximo objetivo estava pra bater as portas de Castle Black: com a ajuda de Brienne e Podrick, Sansa chegou à muralha e convenceu Jon a reclamar Winterfell de volta pra eles.

Um dos episódios mais sensacionais da temporada é justamente esta batalha dos Stark contra os Bolton por Winterfell, também conhecida como Batalha dos Bastardos. O Rickon morreu, mas a gente mal lembrava que ele existia. Quando a galera liderada pelo Jon Snow estava quase perdendo, chegou a galera do Ninho da Águia, liderada pelo Mindinho. Resumindo: Sansa e Jon estão de volta em Winterfell mas ganharam o Mindinho de brinde e isso não pode ser bom. Ah, o Ramsay foi morto pelos próprios cachorros, numa das cenas mais perturbadoramente satisfatórias da temporada.

Nesse meio tempo, Sansa mandou Brienne a Correrrio para pedir ajuda de seu tio, o Peixe Negro. Lá ela encontrou seu parça Jaime Lannister, que foi expulso da guarda real para reivindicar o castelo dos Tully, já que em tese ele já deveria ser de propriedade dos Frey, que nunca tiveram a competência de negociar com o Peixe Negro. Jaime tomou o castelo, Peixe Negro não foi com Brienne (morreu) e Edmure é o novo senhor de Correrrio. Pra quem não se lembra, Edmure é irmão de Catelyn Stark e o noivo do Casamento Vermelho (aquela festa foi loka).

Em algum lugar de Westeros a gente descobre que o Cão de Caça ainda está vivo e se encontra com a galera da Irmandade. A gente ainda não sabe o que isso significa pra história, mas deve ser importante.

Do outro lado do mar, Arya passa no treinamento da cegueira e ganha uma nova chance do Deus de Muitas Faces. Mas quando ela precisa assassinar uma atriz, dá uma de Arya de novo e não obedece. Por causa disso ela é esfaqueada pela guria que treinava ela, mas não morre. No fim ela acaba matando essa guria e volta pra Westeros pra continuar a cumprir a sua bucket list de assassinatos, começando por Walder Frey.

Pra lá da Muralha, Bran faz um monte de merda que causa a morte do Corvo de Três Olhos, do Hodor e possivelmente causou toda a treta do passado da série. Nessas idas e vindas dele ao passado, temos a confirmação da teoria de que Jon Snow é um Targaryen, filho da Lyanna Stark com Rhaegar, irmão mais velho da Daenerys (não aquele que morreu na primeira temporada, um bem mais velho). Com a treta feita com os White Walkers, ele volta em direção à Muralha com a ajuda de seu tio Benjen Stark, que estava desaparecido desde a primeira temporada.

No núcleo Daenerys, ela dá um jeito de conseguir todo o rebanho de Dothrakis pra ela com aquela técnica de sair intocada e sem roupa do meio das chamas. Voltando à Mereen com seus novos velhos amigos, ela vê que a cidade está um inferno, mas dá jeito em tudo com outra técnica manjada: dragões. Tyrion é nomeado Mão do Rei e uma ajuda inesperada chega: Theon e Yara Greyjoy, que acabaram de roubar navios das Ilhas de Ferro quando o tio deles, Euron, mata o pai deles e é nomeado rei daquela área lá. Euron obviamente fica puto e manda construir mais mil navios. Como eles vão fazer é um mistério, já que aparentemente não existem árvores nas Ilhas de Ferro.

Em Dorne, Varys vai buscar ajuda dos Martell e dos Tyrell pra se juntarem a Daenerys e é assim que a gente fica: Dany está voltando pra Westeros com um baita exército; Cersei rainha; Arya de volta matando geral; Winterfell na mão de Sansa e Jon (e Mindinho, possivelmente); Bran fazendo m**** e Sam estudando pra ser meistre. Ah, e o inverno oficialmente chegou.