8 Comédias Românticas para se apaixonar

    Comédias românticas: Quatro casamentos e um funeral

    Comédias românticas são aqueles filmes leves e despretensiosos para dar uma relaxada em frente à TV. No entanto, alguns dos clichês destas produções acabam prejudicando as nossas expectativas de relacionamentos. Este assunto foi tema de um episódio no podcast Sex and the Flix, disponível no Spotify e YouTube.

    Confira a seguir algumas das melhores comédias românticas de todos os tempos para se apaixonar de verdade (mas com responsabilidade).

    1. Podres de Ricos (2018)

    Quase uma releitura moderna asiática do conto da Cinderela – com a diferença de que a Cinderela é uma acadêmica bem-sucedida. Rachel (Constance Wu) está de casamento marcado com Nick (Henry Golding). Tal qual um príncipe encantado, Nick é o solteiro mais cobiçado em Cingapura por causa da riqueza de sua família. Mas para Rachel o principal empecilho ainda vai ser aceita pela sogra Eleanor (Michelle Yeoh).

    Podres de ricos

    2. Quanto mais quente melhor (1959)

    Dois músicos de Chicago testemunham o massacre do Dia de São Valentim e, para escaparem da máfia, precisam se vestir de mulher e fugir com um conjunto musical formado por mulheres que está a caminho da Flórida. Joe (Tony Curtis) se torna Josephine e Jerry (Jack Lemmon) se torna Daphne. Porém, Joe quer sair de seu disfarce ao se apaixonar por Sugar Kane (Marilyn Monroe), mas isso pode colocá-los novamente na mira da máfia.

    Comédias românticas: Quanto mais quente melhor

    3. Se meu apartamento falasse (1960)

    C. C. Baxter (Jack Lemmon) tenta subir na carreira ao emprestar seu apartamento para gerentes encontrarem suas amantes. Porém, seus interesses pessoais e profissionais entram em conflito quando um dos chefes leva Fran (Shirley MacLaine), a ascensorista por quem Baxter é apaixonado.

    Se meu apartamento falasse

    4. Quatro casamentos e um funeral (1994)

    Charles (Hugh Grant) e seu grupo de amigos parecem estar sempre frequentando casamentos – embora nunca como noivos. Em um casamento de amigos próximos, ele conhece Carrie (Andie MacDowell), por quem ele se apaixona à primeira vista. Eles se encontram em uma sequência de quatro casamentos e um funeral, mas de certa forma parece que sempre tem algo no caminho do romance entre os dois.

    Comédias românticas: Quatro casamentos e um funeral

    5. Harry & Sally: Feitos um para o outro (1989)

    Harry (Billy Crystal) e Sally (Meg Ryan) se conheceram depois que se formaram na universidade e ele deu carona a ela, que era namorada de seu amigo. O filme acompanha a vida dos dois ao longo de anos, enquanto cada um tenta encontrar o amor, mas nunca dá muito certo em nenhum dos lados. Ao comentar suas frustrações os dois acabam construindo uma amizade bem próxima e se dão conta de que talvez o amor estivesse o tempo inteiro ali.

    Harry e Sally

    6. O fabuloso destino de Amélie Poulin (2001)

    Amélie (Audrey Tatou) é uma jovem que cresceu sem muito contato com outras pessoas e se tornou uma pessoa sonhadora. Embora ela viva tentando ajudar as pessoas próximas a encontrarem o amor, ela nunca investiu muito neste setor na própria vida – até que se apaixona por um cara e faz uma espécie de caça ao tesouro para que eles se conheçam de verdade.

    O Fabuloso destino de Amélie Poulain

    7. Bonequinha de Luxo (1961)

    Holly Golightly (Audrey Hepburn) é uma socialite em Nova York que mantém um estilo de vida de festas, algum glamour, e amantes ricos. Porém, tudo isso pode mudar quando ela se interessa pelo seu novo vizinho Paul (George Peppard). Os dois têm feridas do passado que preferem enterrar e relutam em levar a relação adiante – até porque isso mudaria o estilo de vida boêmio que Holly levava até aqui.

    Comédias românticas: Bonequinha de luxo

    8. O virgem de 40 anos (2005)

    Andy (Steve Carrell) é o típico nerd que mantém suas coleções de action figures, quadrinhos e que trabalha em uma loja de eletrônicos. Porém, quando seus colegas de trabalho descobrem que ele é virgem se dedicam até demais para que ele “se dê bem” com alguém. Ao mesmo tempo, Andy se interessa por Trish (Catherine Keener), uma mulher que vende artigos no eBay e que já tem filhos. Só que ele não quer avançar na relação com ela enquanto for virgem, para que ela não descubra sua falta de experiência na cama.

    Filmes para não assistir com os pais: O virgem de 40 anos

    Leia também: 12 Filmes para não ver com seus pais por perto

    Imagens: Warner Bros. / MGM / Miramax / Paramount Pictures

     

    Compartilhe: