O Leitor
O Leitor | Fidelidade ao livro e amor à literatura
08/05/2018
7 Fatos sobre Cate Blanchett que você provavelmente não sabia
14/05/2018

10 Mães fodonas do cinema

Mães fodonas do cinema

 

Seja defendendo seus filhos, criado uma oportunidade para eles, encarando a maternidade sozinha ou ainda levantando um exército contra as máquinas, estas 10 mães fodonas do cinema nos fizeram enxergar a maternidade de outra forma. Com qual delas a sua mãe mais se parece?

 

1. Sarah Connor – O Exterminador do Futuro

Já pensou ser perseguida por causa do seu filho antes mesmo de ele ser concebido? Esse é o caso de Sarah Connor, que é o alvo de um androide vindo do futuro porque o filho dela, um dia, vai liderar um exército contra as máquinas. A ironia é que o cara enviado para salvá-la acaba virando o pai da criança. Karma é uma desgraça, né? Mas além de salvar a própria vida, Sarah Connor ainda garante que seu filho esteja no caminho para se tornar a ameaça que as máquinas tanto temem.

Mães fodonas do cinema

 

2. A Noiva – Kill Bill

Provavelmente nada deixa uma mãe mais enfurecida do que pessoas que machucam seus filhos. Com nada a perder, A Noiva busca se vingar de todos os que a privaram da maternidade, incluindo o pai da criança: o infame Bill que coordenou toda a matança no dia do casamento dela.

 

3. Molly Weasley – Harry Potter

Um filho Weasley incomoda muita gente, sete filhos Weasley são um trabalho para Molly! Embora com uma participação mais tímida nos filmes do que nos livros, a matriarca dos Weasley sempre esteve presente de uma forma bem firme na educação dos filhos e ao se juntar à Ordem da Fênix para garantir um mundo bruxo mais seguro para eles.

Mães fodonas do cinema
 

 

4. Leigh Anne Tuohy – Um sonho possível

Até agora falamos em mães fictícias, mas quando falamos de uma história verdadeira a coisa muda de figura. Em Um sonho possível conhecemos a história de Leigh Anne Tuohy, que adota um adolescente sem-teto e o ajuda a ir bem na escola e perseguir o sonho de se tornar um jogador de futebol americano. Não é à toa que o papel rendeu o Oscar para Sandra Bullock.

 

5. Olivia Evans – Boyhood

Esta mãe é fictícia mas representa muitas mães de verdade que criam os filhos após se separarem dos pais. Embora o filme seja sobre o crescimento do filho de Olivia, é a presença dela que realmente se destaca, mostrando os conflitos que a maioria das mães enfrentam nos dias de hoje e ainda conseguindo se reinventar ao longo dos 12 anos de história. Oscar mais do que merecido para Patricia Arquette pelo papel.

 

6. Wendy Torrance – O Iluminado

Muita gente se lembra muito mais do papel do Jack Torrence neste filme, até mencionando a Wendy com um certo desdém pelo jeito apavorado dela no filme. Mas eu sempre vi o filme além das coisas esquisitas que acontecem no Hotel Overlook: a Wendy é toda mulher que sofre violência doméstica. É claro que ela tem todo o direito de ficar confusa e assustada. Felizmente, ela consegue se livrar do embuste com bastante criatividade e salvar a vida dela e do pequeno Danny.

 

7. Leia Organa – Star Wars

Exige muita coragem defender os filhos, mas exige ainda mais coragem enfrentá-los quando eles não estão fazendo a coisa certa. Leia não apenas faz isso, mas ela se mantém fiel a causa e lidera a Resistência contra a Primeira Ordem. Seja como Princesa, Senadora, Soldado ou General, ela não se esconde da luta em momento algum, nem contra o próprio filho.

Mães fodonas do cinema

 

8. Mulher Elástico – Os Incríveis

Todas as mães são super-heroínas, mas com poderes de se esticar e se transformar em outros formatos, a Mulher Elástico é uma interpretação literal disso. Após anos focada na vida doméstica e na criação dos filhos, ela não hesita em entrar em ação quando seu marido é sequestrado por um super-vilão.

Mães fodonas do cinema

 

9. Meg Altman – O quarto do pânico

Esta mãe divorciada não mede esforços para salvar a sua vida e a de sua filha, que ficam confinadas num quarto do pânico enquanto a casa delas é assaltada. Mas o quarto não se torna tão seguro assim quando a filha de Meg tem diabetes e precisa de seus medicamentos e, claro, quando os bandidos querem roubar justamente o que está no tal do quarto.

 

10. Joy Mangano – Joy

Mais uma mãe verdadeira representada no cinema, Joy era aquela pessoa a quem todo mundo recorria na hora do aperto e, nessa vibe de apagar os incêndios dos outros, ela acabou deixando de lado seus próprios interesses, o que a deixou falida e com dois filhos para criar. Quando ela finalmente começa a defender os seus interesses e a ir atrás de suas ambições, ela se torna fundadora de uma poderosa empresa.

Joy

Veja também: 18 frases poderosas de mulheres de Hollywood

Imagens: © 1991 – TriStar Pictures / © 2003 Miramax Films. / © 2011 WARNER BROS. ENTERTAINMENT INC. / Warner Bros. / © 2014 – IFC Films / © 1980 – Warner Bros. Entertainment / © 2017 Lucasfilm Ltd. / © 2004 – Disney/Pixar / © 2002 Columbia Pictures Industries / © TM & © 2015 Twentieth Century Fox Film Corporation
 


 

Compartilhe: