13 filmes que quase deram o Oscar para o Brasil
03/11/2017
Filmes dirigidos por George Clooney
6 filmes dirigidos por George Clooney
07/11/2017

12 Diretores abusivos (dentro e fora dos sets)


 

Os abusos na indústria cinematográfica estão cada vez mais evidentes graças às recentes acusações de assédio sexual do produtor Harvey Weinstein, que levou inúmeras vítimas a quebrarem o segredo sobre personalidades abusivas na indústria, que chegam a atores queridinhos das plateias, como Kevin Spacey e Dustin Hoffmann.

Mas não é de hoje que essas denúncias existem. Há um grande número de diretores que já tiverem seus nomes envolvidos em casos de abuso e não estamos falando apenas do sexual. Os métodos de direção de alguns diretores são bem questionáveis, mas isso não os impediu de se tornarem nomes consagrados para o cinema. Listamos aqui apenas 12 nomes associados a comportamentos abusivos dentro e fora dos sets:
 

1. Stanley Kubrick

Sim, nós amamos o resultado de seus filmes, mas muita gente não faz ideia do sofrimento por trás deles. O caso mais famoso é o de O Iluminado, em que o diretor exigia longas e exaustivas horas no set e humilhava a atriz Shelley Duvall, que interpretava Wendy. O próprio Jack Nicholson disse que o diretor exigia que o resto da equipe de produção tratasse mal a atriz, para que ela aparentasse extrema tristeza e exaustão em seu personagem. O estresse foi tanto que a atriz chegou a perder cabelo por causa do filme.

Stanley Kubrick diretores abusivos 
 

2. Alfred Hitchcock

Sim, o mestre do suspense também tem a ficha suja em casos de abusos no set. O caso mais famoso é o da gravação de Os pássaros, em que ele perseguia e aterrorizava a vida da atriz Tippi Hedren. Em uma cena, sem avisá-la, Hitchchock utilizou pássaros de verdade para atacarem a atriz, em vez de pássaros mecânicos, como era o combinado. O resultado: arranhões verdadeiros no rosto de atriz, que quase chegou a perder um olho por causa de Hitchcock. Este episódio chegou a render o telefilme A garota, com Toby Jones e Siena Miller.

Alfred Hitchcock diretores abusivos
 

3. Bernardo Bertolucci

Sim, nós vamos falar da famosa cena do estupro com a manteiga em O último tango em Paris. Pra quem não conhece a história, a triz Maria Schneider já havia revelado há mais de uma década os detalhes desta infame cena, mas só quando o diretor comentou a respeito parece que as pessoas levaram a sério. A cena do estupro foi combinada apenas entre ele e o ator Marlon Brando porque ele não queria que a atriz encenasse a sua reação, ele queria que ela se sentisse “humilhada como mulher”. Qual a necessidade disso?

Bernardo Bertolucci diretores abusivos 
 


 

4. Roman Polanski

Em 1977 o diretor foi preso pelos crimes de estupro, perversão, sodomia, uso de drogas, entre outras acusações, com uma garota de 13 anos. Para atenuar a pena, ele se declarou culpado, mas, antes que a sentença de sua provável prisão saísse, ele fugiu para a França e hoje só passa por países com poucas chances de extraditá-lo para os Estados Unidos. Recentemente, outras mulheres acusaram o diretor de terem abusado delas enquanto eram menores de idade.

Roman Polanski diretores abusivos

 

5. Woody Allen

Há mais de 20 anos escândalos relacionados a abuso pipocam sobre o diretor Woody Allen. Um deles surgiu quando a então esposa de Allen, a atriz Mia Farrow, descobriu fotos explícitas da filha adotiva deles, Soon-Yi Previn, e se dá conta de que os dois estão tendo um caso (Soon-Yi e Woody Allen se casaram cinco anos após este episódio). Quase que na mesma época da descoberta das fotos, a filha do casal, Dylan, conta à polícia um histórico de abuso sexual por parte do pai. Este caso nunca foi bem resolvido até hoje, já que Woody alega que Dylan foi instruída pela mãe a fazer tais acusações.

 
 

6. Lars von Trier

Os avanços do diretor Lars von Trier pra cima da cantora Björk vieram à tona em meio às recentes acusações de assédio em Hollywood. Segundo Björk, isso aconteceu durante as gravações de Dançando no escuro e envolveu diversos episódios de assédio físico e verbal de tom sexual, como agarrões, propostas indecorosas e até mesmo uma ameaça de invadir o quarto da cantora à noite. Com as negativas de Björk, von Trier se tornou extremamente agressivo no set, o que quase a fez desistir do projeto.

Lars von Trier Diretores abusivos 
 

7. Darren Aronofsky

Também rola um pouco de sadomasoquismo nas produções assinadas por Aronofsky, que exige muito fisicamente de seus atores no set. Bons exemplos são a dieta louca da maçã que Natalie Portman seguiu para filmar Cisne Negro e toda a agressão física pra cima de Mickey Rourke em O Lutador. Um exemplo recente aconteceu durante as gravações de Mãe!, quando a atriz Jennifer Lawrence torceu o diafragma por hiperventilar. O episódio acabou entrando para o filme.

 

8. Brett Ratner

Seis atrizes estão processando o diretor e produtor Brett Ratner por abuso sexual. Alguns episódios citam que Ratner forçou uma a fazer sexo oral nele e, em outro episódio, outra atriz disse que ele se masturbou na frente dela. O advogado de uma delas chegou a, inclusive, orientá-la a não denunciar o episódio, já que Ratner teria “muito poder e influência no meio”. Dá pra acreditar?

 
 

9. David O. Russell

Bullying e humilhação no set, assédio sexual fora dele. David O. Russel pode até ter virado queridinho das premiações recentemente, mas muitos atores e atrizes discordam disso. Um caso recente foi trazido à tona pela atriz Amy Adams, que se sentiu extremamente maltratada pelo diretor durante as gravações de Trapaça. Pra ter uma ideia, até o Christian Bale chamou a atenção do diretor por se comportar como um babaca com a colega. Sim, o Christian Bale. E isso não é de hoje, George Clooney disse que no set de Três reis ele achou que o diretor iria mata-lo e disse que essa foi a sua pior experiência no set até hoje.

David O. Russel diretores abusivos 
 

10. James Toback

“Apenas” 38 mulheres estão acusando o roteirista e diretor James Toback de assédio sexual (fora as outras que não chegaram a denunciar). E sabe o que é pior? Não é de hoje que estas acusações existem. A primeira matéria envolvendo casos de abuso do diretor surgiu em 1989. E o que foi feito de lá pra cá? Pois é…

James Toback diretores abusivos

 

11. Mel Gibson

Não é pequena a ficha criminal de Mel Gibson, composta principalmente de ofensas e abusos. Um dos casos mais famosos é o de ter agredido sua ex-namorada repetidas vezes, em um dos episódios enquanto ela segurava o filho deles no colo, e ter até chegado a quebrar os dentes dela. Ele confessou o episódio. Em um caso recente, ele agrediu uma fotógrafa na Austrália.

Mel Gibson diretores abusivos 
 

12. Abdellatif Kechiche

Não é só em Hollywood que essas coisas acontecem. As atrizes que estrelaram Azul é a cor mais quente, Adèle Exarchopoulos e Léa Seydoux, declararam que nunca mais trabalhariam com o diretor Abdellatif Keniche após os abusos no set do filme. As gravações duraram o dobro do que deveriam, o diretor levou 10 dias para filmar uma cena de sexo e exigia repetições de takes em que uma deveria agredir a outra. E não foi só isso: o sindicato da indústria cinematográfica do país criticou o diretor por violar leis trabalhistas e fazer bullying no set.

Imagens: © 2007 CBS WORLDWIDE INC. / Valerie Macon – © 2013 Getty Images / © 2002 – Focus Features / © 2010 – Fox Searchlight Pictures / © 2011 Universal Studios / Henry S. Dziekan III – © 2011 Getty Images / Theo Wargo – © 2014 Getty Images / Andrew Cooper, SMPS – © Icon Distribution, Inc. / Michael Watier/Sipa

Compartilhe: