Juanita filme netflix
Juanita | Como desperdiçar uma ótima história
12/03/2019
Leaving Neverland
Leaving Neverland | Documentário mostra legado obscuro de Michael Jackson
19/03/2019

6 Filmes obrigatórios de Tim Burton

Tim Burton


 

Tim Burton é um daqueles diretores inconfundíveis: seu estilo que mistura o macabro com a fantasia ganhou projeção no fim dos anos 1980 e ao longo dos anos 1990 e hoje se mantém vivo na obra do diretor, roteirista e produtor. Embora Burton pareça ter perdido um pouco do seu “viço” nas últimas produções, ele ainda é dono de um cânone invejável de filmes que mexem com o imaginário do público. Separamos aqui algumas de suas obras mais icônicas:

 

1. O Estranho Mundo de Jack

Embora não tenha dirigido a animação stop motion dos monstrinhos do Halloween organizando o seu primeiro Natal, o filme grita Tim Burton do início ao fim. Foi ele que produziu e concebeu todos os personagens, criando um universo que, mesmo após quase 30 anos, ainda encanta adultos e crianças que se divertem com o humor negro da trama. Um clássico que serve para o Halloween e o Natal.

Tim Burton - O estranho mundo de Jack

 

2. Peixe Grande e suas Histórias Maravilhosas

Puxando mais para fantasia e deixando a roupagem gótica de lado, Peixe Grande parece ter sido escrito especialmente para a direção de Burton. O livro de Daniel Wallace que conta a jornada de um filho tentando descobrir o que era verdade e fantasia das histórias do pai ganha um tom ainda mais especial na telona. É visível o cuidado com a direção de arte e a forma com que a trama é contada, o que deixa tudo ainda mais encantador.

Tim Burton - Peixe Grande
 

 

3. Edward Mãos de Tesoura

Não sei vocês, mas eu conheci Tim Burton com esse filme aqui nas infinitas reprises na Sessão da Tarde. E quer saber? Nunca me cansei dele. Em uma mistura de fantasia e terror, Tim Burton conta a história de um homem que foi “montado” por um velho inventor que vivia isolado em sua mansão. Só que o “pai” de Edward morreu antes que pudesse finalizá-lo, deixando sua criação com mãos feitas de tesouras. A descoberta de Edward do “mundo real” é uma mistura de terror, comédia e altos tons de melancolia que só Tim Burton poderia proporcionar.

Tim Burton Edward mãos de Tesoura

 

4. Ed Wood

Saindo um pouco de seu universo fantasioso, Tim Burton produziu um filme sobre o diretor de cinema Edward D. Wood Jr., que nunca conseguiu o reconhecimento que queria em Hollywood. Com a ajuda do ator Bela Lugosi, que já estava nas últimas da carreira, os dois começam a produzir uma série de filmes de baixo orçamento. Ed Wood conquistou dois Oscars naquele ano: o de Melhor Ator Coadjuvante para Martin Landau (que interpretou Lugosi) e Melhor Maquiagem.

Tim Burton - Ed Wood

 

5. Beetlejuice: Os Fantasmas se divertem

Se você também falava o nome de Beetlejuice e se frustrava quando ele não aparecia, culpe Tim Burton! Além de também ter virado um clássico de Sessão da Tarde, o fantasma de terno listrado foi o principal responsável pelo reconhecimento de Tim Burton e de seu estilo macabro de contar histórias supostamente infantis. O filme também ganhou o Oscar de Melhor Maquiagem e deve ganhar uma continuação em breve.

Tim Burton - Beetlejuice 

6. Batman

Antes de todo o Universo Marvel, das correrias da DC e de toda a rixa entre as duas torcidas ter ido para o cinema existia o Batman de Tim Burton, que levou o vigilante de Gotham às telonas. Hoje o filme pode até parecer datado, mas foi um projeto ousado do diretor em uma época em que super-heróis eram um nicho de mercado pouco explorado no cinema. Graças a Tim Burton a gente se referiu ao Jack Nicholson como “o Coringa” por muito tempo. O filme ainda teve uma continuação que nos convenceu de uma Mulher-Gato loira com a Michelle Pfeiffer e nos entregou um dos melhores (se não o melhor) Pinguim com o Danny DeVito.

Tim Burton - Batman 

Bônus: Vincent

Uma das primeiras pinceladas de todo o universo macabro que Tim Burton poderia criar está em Vincent, um curta do diretor narrado por ninguém menos do que o ator Vincent Price. A história do menino que acreditava ser Vincent Price resume bem o sentimento de “crianças deslocadas” que se repete na obra de Burton e está cheio de pistas de personagens que o diretor viria a colocar em seus filmes, como Jack Skellington e Frankenweenie.

Assista ao curta na íntegra

Tim Burton - Vincent

Imagens: © 1993 Disney Enterprises / © 2003 Columbia Pictures Industries / © 20th Century Fox / © 1994 – Touchstone Pictures / © 1988 Warner Brothers / © 1989 Warner Bros.

Veja também: Que diretor faria o filme da sua vida?

Compartilhe: