10 musicais contemporâneos que você precisa assistir
17/11/2017
Filmes sobre Beatles na Netflix
3 Filmes sobre Beatles na Netflix que todo fã deve assistir
21/11/2017

Jim & Andy: The great beyond | Deu a louca no Jim Carrey

Jim & Andy


 

O título do documentário já entrega um pouco do tom dele: Jim & Andy: The great beyond – Featuring a very special, contractually obliged mention of Tony Clifton. Apesar de não ser tão longo quanto o título, o documentário estrelado por Jim Carrey deixa claras as suas prioridades em relação aos nomes que importam aqui: Jim, Andy e Tony. Por algum motivo não fizeram uma tradução disso, o que é bom, porque a minha aposta seria algo como “Jim & Andy: Deu a louca no Jim Carrey”.

O tema do documentário é o período de gravações do filme O mundo de Andy, em que Jim Carrey não apenas interpreta o comediante Andy Kaufman e seu personagem Tony Clifton, mas, segundo ele, viveu estes personagens dentro e fora do set. Para o próprio Jim Carrey, “viver” Kaufman permitiu que ele se distanciasse um pouco de si mesmo.

Jim Carrey em Jim and Andy

Apesar de ser narrado por um Jim Carrey dos dias de hoje, barbudo, quase como em um disfarce dele mesmo, a maior parte das gravações são de 20 anos atrás, quando o filme estava sendo produzido. Conforme o próprio ator explica, estas imagens estavam guardadas “porque a Universal não queria que o mundo soubesse que ele era um babaca”. Ao ver algumas cenas dá até pra entender o porquê.

A imersão feita por Jim Carrey faz parte do “método”, uma técnica de atuação que busca imersão máxima no personagem interpretado. O que justificava o fato de Carrey nunca sair de seu personagem. Uma vantagem para ele foi poder trabalhar com pessoas que realmente conheciam Kaufman, como o amigo Bob Zmuda e a namorada Lynne Marguiles.

 


 

Além do episódio da interpretação de Kaufman, o Jim Carrey de 2017 também conta alguns pontos da sua trajetória pessoal e profissional e como passou de um ator que apenas fazia imitações para um dos nomes mais proeminentes na Hollywood dos anos 1990. Ou seja, o documentário acaba sendo muito mais sobre Jim do que sobre Andy.

As filmagens de 20 anos atrás são interessantes, divertidas em certo ponto e irritantes em outros. A não ser que você seja muito fã de Carrey ou de programas que fazem humor em cima de bullying, dá pra concordar com a preocupação da Universal em não retratar o Jim Carrey como um babaca, principalmente quando ele estava dentro do personagem de Tony Clifton, que não apenas incomodava toda a equipe do set, mas saía pelos estúdios e criava encrenca com outras equipes.

Jim and Andy

Em termos de documentário, algo que me incomodou foi que o Jim Carrey era a única fonte de tudo e dava o seu depoimento olhando para a câmera o tempo inteiro, o que parecia muito mais uma palestra ou tutorial do que uma entrevista. Por que não entrevistaram outras pessoas envolvidas na produção? Pareceu tudo cuidadosamente montado para dizer o quão grandioso foi o trabalho do Carrey. Para ele provavelmente foi. Pra história do cinema? Parece mais uma curiosidade de bastidor entre tantas outras.

A própria caracterização de Andy Kaufman tem suas controvérsias. Enquanto o documentário mostra os amigos e familiares de Andy tocados com a interpretação de Jim, algumas pessoas não concordam com isso completamente. Um exemplo é o do lutador Jerry Lawler que, embora tivesse suas desavenças com Kaufman, disse que nunca havia sido desrespeitado pelo comediante como fora por Jim Carrey. Num momento isso é muito discretamente corroborado por Zmuda, um dos amigos mais próximos de Andy, mas a edição do documentário não dá muita importância. A impressão que dá é de que o personagem de Tony Clifton tomou muito mais conta de Jim Carrey do que o próprio Andy.

O documentário não é tão profundo e importante como ele acredita ser, assim como o próprio discurso de Jim Carrey, mas é um bom entretenimento para quem gosta de conhecer histórias de bastidores de Hollywood e, claro, para quem é fã do ator. Só nunca me convidem para trabalhar com ele.

Nota:

Imagens: © Copyright 1999 – Universal Pictures

Trailer de Jim & Andy: The great beyond

Veja também: Documentários para ver na Netflix
 


Compartilhe: