O Hobbit: É bonitinho, mas…
18/12/2012
Natal forever alone
24/12/2012

Menu apocalíptico

Pronto, gente. Dia 21 chegou, o mundo não acabou e você não se livrou do Natal em família, da tia chata perguntando quando você vai arrumar namorado (a) e das gordices de fim de ano. Pra quem quiser continuar no clima de destruição, seguem algumas sugestões de filmes de fim do mundo (ou qualquer coisa semelhante) pra quem acha que a nossa ruína será…

 

… pelas garras impiedosas de alienígenas

 

Apesar de ter contado com várias releituras, vou indicar a adaptação mais atual de Guerra dos Mundos, obra de H.G. Wells que já causou muito na época em que todo mundo acreditava em tudo o que ouvia no rádio. Tem o Tom Cruise meio poker face, a Dakota Fanning pirralha berrando o tempo inteiro, mas pelo menos é um thriller bacana com efeitos competentíssimos. Eu poderia avacalhar com Marte Ataca, mas gosto da ideia de que o plano de dominação dos ETs já possa ter começado.

guerra dos mundos

… dançando Thriller no apocalipse zumbi

 

Tá na moda, tá no Walking Dead, tá em flash mob e em discussões acaloradíssimas sobre como sobreviver ou não numa situação como essas. Não sei da onde o pessoal tirou que isso é legal, mas a melhor referência a zumbis (ou pelo menos a minha preferida) é Zumbilândia. Não sei se são as dicas de sobrevivência, a ponta do Bill Murray ou a pira do Woody Harrelson com Twinkies (ok, são os Twinkies), mas o filme já desbancou o clássico A noite dos mortos-vivos do George Romero no meu coraçãozinho cinéfilo.

zombieland

… por causa de uma porrada em algum asteroide ou planeta

 

Vocês não acham que eu indicaria Armageddon ou Impacto profundo, né? Comigo a coisa é um pouco mais complexa, assim como os últimos dias de Kirsten Dunst em Melancolia. Esqueçam a Nasa, o desespero das pessoas ao redor do mundo e as cenas de Nova York destruída. Lars von Trier se concentra nos últimos de uma família bem perturbada envolvendo o espectador de uma forma tão genial que nós realmente começamos a nos perguntar como viveríamos os nossos últimos momentos se tudo realmente fosse pros ares. Além do roteiro denso, tem uma fotografia e uma trilha sonora de tirar o fôlego desde o primeiro minuto.

melancholia1

… pela extinção da humanidade

 

Um dos cenários apocalípticos mais críveis é apresentado em Filhos da Esperança. É 2027 e os humanos estão incapazes de se reproduzir há 18 anos, condição que deixa o mundo bem mais hostil. Com a notícia de que uma mulher está prestes a dar a luz, ativistas se mexem pra que ela chegue em segurança a cientistas que reencontrem a fertilidade humana. O mundo não necessariamente acaba, mas a possibilidade de que os humanos sejam extintos é, no mínimo, perturbadora.

filhos da esperança

Compartilhe: