Os 10 remakes mais desnecessários do cinema


     

    Remakes e reboots parecem estar cada vez mais comuns na indústria cinematográfica. A fórmula é simples: pegamos um filme antigo que geralmente fez sucesso, mas que as novas gerações provavelmente não conhecem, colocamos meia dúzia de atores conhecidos e enchemos de efeitos que na época não existiam e fazemos muitos dinheiros com isso. O problema é que na maioria das vezes o resultado é péssimo e, embora alguns ainda façam alguma bilheteria, a sensação que fica é de que macularam um eventual clássico pra nada. Separamos aqui alguns dos remakes que simplesmente nunca deveriam ter sido feitos:

     

    1. Psicose

    Nota do original (1960): 8,5*

    Nota do remake (1998): 4,6

    O clássico de Alfred Hitchcock com a icônica cena do chuveiro sempre foi um filme atemporal, mas por algum motivo mais obscuro que a personalidade do próprio Norman Bates, o diretor Gus Van Sant e executivos de Hollywood acharam que era uma boa ideia fazer um remake. Apesar de contar com nomes de peso como Julianne Moore, Viggo Mortensen e William H. Macy, o remake felizmente caiu no esquecimento de todos.

    remakes mais desnecessários: Psicose

     

    2. O Sacrifício

    Nota do original (1973): 7,6

    Nota do remake (2006): 3,7

    Embora a tradução do original tenha ficado como O Homem de Palha no Brasil, trata-se de um remake. O filme nem chegou a ser exibido para os críticos e Robin Hardy, diretor do original, achou o remake tão ruim que pediu para ter seu nome retirado dos créditos para não ser associado à produção. Eita!

    remakes mais desnecessários: O sacrificio


     

     

    3. Oldboy

    Nota do original (2003): 8,4

    Nota do remake (2013): 5,8

    Vocês ficariam surpresos com a quantidade de remakes que Hollywood faz de filmes estrangeiros pelo simples motivo de que o público tem preguiça de ler legendas para o alemão, o francês ou o coreano. No caso de Oldboy o problema é um pouco maior porque o filme já estava consolidado com a crítica e com o público. Qual a necessidade de fazer uma versão em inglês, então?

     

    4. Poltergeist

    Nota do original (1982): 7,4

    Nota do remake (2015): 4,9

    O gênero de terror provavelmente é o que mais sofre com remakes, justamente por ter um público adolescente que resiste a assistir aos clássicos do gênero. A gente até entende quando o original é um filme B com efeitos toscos que não assustariam ninguém nos dias de hoje, mas esse decididamente não é o caso de Poltergeist, cujo original conta com o roteiro de ninguém menos que Steven Spielberg.

     

    5. Ben-Hur

    Nota do original (1959): 8,1

    Nota do remake (2016): 5,7

    Podemos combinar que um filme vencedor de 11 Oscars não precisa de um remake, não é mesmo? Pra ser justa, o filme de 2016 também ganhou dois prêmios independentes: Pior Remake e Remake que nunca deveria ter sido feito. Nada mais justo.

    Remakes mais desnecessários: Ben-Hur

     

    6. O Planeta dos Macacos

    Nota do original (1968): 8

    Nota do remake (2001): 5,7

    Calma, não estamos falando da recente trilogia que precede a história protagonizada por Charlton Heston, essa ficou legal. Mas precisamos falar sobre aquele remake que o Tim Burton fez em 2001. Aliás, segundo o diretor não se trata de um remake, mas de uma “reimaginação” da sociedade criada pelos macacos. O resultado foi tão ruim que o próprio Tim declarou que preferia pular de uma janela do que fazer uma sequência para o filme. Ainda bem!

     

    7. Halloween

    Nota do original (1978): 7,8

    Nota do remake (2007): 6,1

    Eu não sei se eu saberia contar quantos filmes já foram forçados pra cima da franquia iniciada pelo John Carpenter, mas o negócio ficou tão bagunçado que em 2007 decidiram começar tudo de novo. Aliás, no lugar de fazer o remake o estúdio estudava possibilidades de fazer mais uma sequência, um prequel ou ainda um crossover com Hellraiser, mas no final eles chamaram de remake mesmo, apesar das diferenças gritantes.

     

    8. A Pantera Cor-de-Rosa

    Nota do original (1963): 7,2

    Nota do remake (2006): 5,6

    Nem todo o hambúrguer do mundo consegue salvar o remake estrelado pelo Steve Martin e pela Beyoncé de um filme que contava com Peter Sellers como o inspetor Clouseau. O filme chegou a ser indicado a dois Framboesas de Ouro, incluindo Pior Remake.

    remakes mais desnecessários: pantera cor-de-rosa

     

    9. Matadores de Velhinha

    Nota do original (1955): 7,8

    Nota do remake (2004): 6,2

    Apesar de amplamente premiados, os irmãos Coen têm alguns títulos bem duvidosos no currículo, começando por este remake de Quinteto da Morte. Tom Hanks, que é protagonista do remake, nunca tinha assistido o original antes de fazer este aqui. Talvez tivesse sido uma boa ideia…

     

    10. Carrie, a estranha

    Nota do original (1976): 7,4

    Nota do remake (2013): 5,9

    Este aqui até se esforçou, mas o filme de estreia de uma obra de Stephen King com direção do Brian De Palma definitivamente não precisava de mais uma versão (já existia uma para a TV de 2002). Mesmo com um elenco bacana, o original é suficientemente assustador até para as novas audiências.

    remakes mais desnecessários: carrie

    *Notas retiradas do IMDb.

    Imagens: © Universal Pictures / © 2006 EQUITY PICTURES MEDIENFONDS GMBH & CO. / © 2012 – OB Productions, Inc. / © 2015 – Twentieth Century Fox Film Corporation / © 2016 Paramount Pictures / © 2001 – 20th Century Fox / © 2004 Metro-Goldwyn-Mayer. / © 2004 – Touchstone Pictures / © 2012 Metro-Goldwyn-Mayer Pictures Inc. and Screen Gems, Inc.

     

    Compartilhe: