As Brumas de Avalon
As Brumas de Avalon | Quando a adaptação muda o propósito do livro
23/07/2018
Bons filmes de 2018: Hereditário
5 bons filmes de 2018 que assistimos até agora (e recomendamos)
30/07/2018

As 12 piores adaptações de quadrinhos no cinema

piores adaptações de quadrinhos

Os quadrinhos se tornaram um dos subgêneros mais lucrativos da indústria cinematográfica. Mas com tanta vontade de fazer dinheiro nem sempre os estúdios conseguem garantir a qualidade das produções que vão pra telona. Por isso, separamos aqui algumas das piores adaptações de quadrinhos no cinema:

 

 

1. Mulher-Gato (2004)

Mudaram o nome, os poderes e todo o propósito da personagem. Selina Kyle deu lugar a Pacient Philips em um filme que faz qualquer um perder a paciência. Como que eles conseguiram que uma atriz recém-oscarizada topasse um negócio desses? Dinheiros, muitos dinheiros. O resultado é um filme tão distante da personagem original que tem gente que prefere nem considerar como uma adaptação (mas, é! A Warner bancou isso aí). Olhando as fotos hoje em dia até parece uma daquelas sátiras de filme pornô, só que pior. O resultado foi tão micado que a Halle Berry fez questão de buscar o seu Framboesa de Ouro em pessoa.

Piores adaptações de quadrinhos: Mulher Gato

 

2. Batman & Robin (1997)

A ideia era pegar só filmes de 2000 pra cá para essa lista, mas Batman & Robin é tão micado que não poderia ficar de fora. Batmamilos, batbunda e batcartão, precisa de mais alguma coisa? Ah, tem também o Bane inflável e a Batgirl que é sobrinha do Alfred (?). Um filme que tinha um elenco bem legal e que poderia dar muito certo, mas que caiu na pirotecnia arco-íris do Joel Schumacher, que inclusive chegou a se desculpar publicamente pelo filme. A gente te desculpa, Schumi. É só nunca mais chegar perto dos nossos super-heróis preferidos.

Veja também: 7 diretores que deveriam se desculpar pelos seus filmes

Piores adaptações de quadrinhos: Batman e Robin

 

3. Quarteto Fantástico (2015)

Não dá pra dizer que a tentativa de levar o Quarteto pras telonas em 2005 deu lá muito certo. Mas, pra tentar fazer mais dinheiros e garantir o uso da marca, a Fox resolveu fazer um reboot em 2015. Com um elenco até mais conhecido do que o de 2005, o grupo contava com nomes como Kate Mara, Miles Teller e Michael B. Jordan, mas nem isso o impediu de ser um fiasco. Mesmo tendo arrecadado US$ 168 milhões no mundo inteiro, as avaliações de público e de crítica estão longe de serem ideais. Nessa hora bem que a Kate Mara gostaria do poder de invisibilidade de sua personagem.

Veja também: Os 10 piores filmes com as melhores bilheterias

Piores adaptações de quadrinhos: Quarteto Fantástico

 

4. Elektra (2005)

Sim, a Marvel também teve uma Mulher-Gato pra chamar de sua. Por algum motivo, depois do já micado filme do Demolidor, o estúdio decidiu apostar em um filme só da Elektra, a ninja assassina que era namoradinha do Murdock. Eu posso não ter lido tanto assim histórias em quadrinhos, mas eu sei que você não coloca uma atriz com cara de choro pra interpretar uma assassina letal como a Elektra. Nem elenco, nem roteiro e nem as sequências de ação conseguiram salvar o filme.

 

5. Jonah Hex (2010)

De alguma forma conseguiram fazer um filme com Josh Brolin, John Malkovich e Michael Fassbender dar errado. Muito errado. Quando a trilogia do Batman do Nolan estava no auge e a DC teve a chance de começar a expandir o universo para um eventual filme da Liga eles acharam melhor resgatar um personagem menos conhecido com uma proposta de Western que, no filme, ficou mais pra As loucas aventuras de James West do que para os clássicos de Clint Eastwood. Para vender o que sobrou (não mais que 80 minutos de filme) para audiências mais jovens, diminuíram o grau de violência. Resultado: nem os mais velhos e nem os mais jovens compraram a ideia.

Piores adaptações de quadrinhos: Jonah Hex

 

 

6. The Spirit: O Filme (2008)

Quando Frank Miller se envolveu pessoalmente na produção do primeiro Sin City aquilo nos encheu de esperanças, já que se tratava de um filme extremamente fiel ao original, com um clima noir que agrada até quem não conhecia a HQ. Mas o balde de água fria veio quando ele dirigiu a adaptação de The Spirit, criado por ninguém menos que Will Eisner. Miller tentou reaproveitar a estilização de Sin City, mas sem a sutileza e a sobriedade do projeto codirigido por Robert Rodriguez. O resultado é uma parafernalha visual com diálogos que você preferia não ter assistido.

Veja também o nosso comparativo da HQ e do filme de Sin City

 

7. Motoqueiro Fantasma: Espírito de Vingança (2011)

Os principais mistérios da humanidade são três: 1. Há vida após a morte? 2. Onde está o Santo Graal? 3. Por que fizeram uma continuação de Motoqueiro Fantasma? Como se o primeiro filme não tivesse sido ruim o suficiente, o estúdio resolveu fazer uma continuação do motoqueiro de cabeça quente interpretado pelo Nicolas Cage. A história é pífia, os efeitos especiais não têm nada de especial e o Nicolas Cage está sendo o máximo de Nicolas Cage que ele pode. Melhor pilotar pra longe disso.

Piores adaptações de quadrinhos: Motoqueiro Fantasma

 

8. Lanterna Verde (2011)

Pelo visto 2011 foi um ano bem tenso para os quadrinhos no cinema. A Marvel causou com a continuação de Motoqueiro Fantasma e a DC nos desgraçou com um filme do Lanterna Verde. Quem lê alguma coisa de quadrinhos sabe o potencial do personagem e do universo da tropa dos lanternas, mas de alguma forma a Warner conseguiu estragar até isso. O negócio foi tão tenso que o Ryan Reynolds se disse aliviado pelo filme não ter feito sucesso porque ele não queria ter que fazer uma continuação. Nós também somos gratos por isso, Ryan.

Veja também: Os 5 piores filmes com Ryan Reynolds

Piores adaptações de quadrinhos: Lanterna Verde

 

9. A Liga Extraordinária (2003)

De toda a lista esse é provavelmente o filme que eu mais detesto e o que teve as consequências mais catastróficas. Quem leu a história do Alan Moore que reúne personagens clássicos da literatura sabe que a história é fechadinha, não muito extensa e que poderia ser o próprio roteiro e storyboard do filme. Mas por algum motivo fizeram… outra coisa. Deram uma emburrecida e uma americanizada completamente desnecessária pra história. As consequências? Sean Connery nunca mais fez um filme depois desse e Alan Moore nunca mais quis seu nome associado a alguma adaptação de uma obra sua (e olha que de lá pra cá ainda fizeram V de Vingança e Watchmen).

 

10. Blade Trinity (2004)

Olha o Ryan Reynolds de novo aí, gente! A trilogia do Blade nunca teve nada de muito sensacional, mas era decente e um bom entretenimento. Pena que foi encerrada de uma forma tão desnecessária. O potencial dramático dos personagens ficou só no campo do potencial, porque ele não aparece em lugar algum do filme. Os efeitos parecem piores do que os dos filmes anteriores e estão muito abaixo do que se esperava em 2004. Além de matar vampiros, o filme assassinou a franquia.

Piores adaptações de quadrinhos: Blade Trinity

 

11. Esquadrão Suicida (2016)

Este filme deveria ter sido um curta-metragem chamado trailer. Lembra quando a gente via aquelas cenas entoadas por Bohemian Rhapsody e pensava “Esse vai ser um filmão da porra!”? O mundo era um lugar melhor, não? Mas depois de ver a produção transformada em “A turma da Arlequina” totalmente remendada e com uma história manca, a gente lembra que o filme nunc foi pensado na gente, só nos dinheiros. Por algum motivo essa coisa levou Oscar e vai render um filme focado no romance da Arlqeuina e do Coringa do Jared Leto.

Piores adaptações de quadrinhos: Esquadrão suicida

 

12. X-Men Origens: Wolverine (2009)

Quando o personagem mais famoso e carismático dos X-Men ganhou um filme solo a gente também tinha altas expectativas, né? Por algum motivo o resultado ficou péssimo e, embora algumas pistas do passado de Logan já tivessem pipocado na trilogia de X-Men, de alguma forma a sua história de origem ficou uma das menos empolgantes do universo cinematográfico dos quadrinhos. Mas até um começo torto rendeu bons frutos. Um deles foi o ótimo desfecho da trilogia do Wolvie, provavelmente chamado de Logan pra dissociar o máximo possível do primeiro filme. Outro presente que o filme nos deu foi colocar o Ryan Reynolds pela primeira vez no papel de Deadpool, que, depois de ter recebido uma justa roupagem, é hoje uma das franquias mais queridas dos quadrinhos no cinema.

Piores adaptações de quadrinhos: Wolverine
Imagens: © 2004 Warner Bros. Entertainment Inc. / © 1997 Warner Bros. / Ben Rothstein/ © 2014 Marvel & Twentieth Century Fox Film Corporation. / © 2004 Twentieth Century Fox / Warner Bros. Picture – © ª &DC Comics / © 2008 Lions Gate Films / © 2011 Columbia Pictures Industries / © 2010 Warner Bros. Entertainment Inc. / © Twentieth Century Fox / © 2004 New Line Cinema / © 2016 Warner Bros. Entertainment Inc.

Compartilhe: