Resumo da 1ª temporada de The Handmaid’s Tale

     

    Vai assistir a segunda temporada de The Handmaid’s Tale mas não se lembra muito bem da primeira? Calma que a gente te ajuda! Abaixo a gente mostra um guia bem resumido e obviamente com spoilers de tudo o que aconteceu na primeira temporada da série baseada no livro de Margaret Atwood:
     

     

    O que é e como surgiu Gilead

    A história se passa em Gilead, que nós demoramos a entender se é restrita apenas aos Estados Unidos ou ao mundo inteiro (só rola nos EUA). Este tipo de sociedade foi instaurado após um grupo de políticos religiosos intitulados “Filhos de Jacó” explodirem o Congresso, culpando terroristas islâmicos. Com isso, eles conseguem meio que suspender a Constituição e instaurar a lei do que eles acham certo. Neste futuro distópico há um outro agravante: as pessoas estão tendo dificuldades em conceber, tanto homens como mulheres lidam com a infertilidade.

    Por isso, no novo mundo de Gilead, cada um tem um papel bem específico: os homens são divididos em Comandantes (basicamente os políticos religiosos ricos e influentes que instauraram esse caos), Olhos (meio que a polícia, bem no estilo de 1984) e os funcionários dos Comandantes, que em boa parte dos casos são Olhos também. Já as mulheres se dividem em: Aias (as poucas mulheres férteis que têm missão meramente reprodutiva, podendo servir a várias famílias), Esposas (apenas dos Comandantes, que fique claro), Marthas (servas domésticas) e Tias (as mulheres que “treinam” as Aias). Mais pra frente a gente conhece também as Jezebels, que nada mais são do que as mulheres jovens e atraentes que não se encaixaram em nenhuma das outras categorias e trabalham como prostitutas para os casos extraconjugais dos Comandantes, sem que as Esposas saibam.

    Resumo da 1a temporada de The Handmaid's Tale

     

    June / Offred

    A protagonista, como o nome da série diz, é uma Aia nesta nova configuração de sociedade. Por meio de flashbacks descobrimos que ela é June (Elisabeth Moss), casada com Luke (O-T Fagbenle) e mãe de uma menina chamada Hannah. Ela também tem uma amiga chamada Moira (Samira Wiley). Com os primeiros passos da instauração de Gilead, as mulheres foram proibidas de trabalhar e todos os seus bens, incluindo contas em banco, teriam que ser administrados por homens, como maridos, pais ou irmãos. Como June é fértil, ela foi capturada enquanto tentava fugir para o Canadá e enviada para o centro de treinamento de Aias. Quando são enviadas para as casas das famílias onde devem prover filhos, as Aias são chamadas pelo primeiro nome do Comandante daquela família mais o prefixo “Of”. Desta forma, June se torna Offred, a Aia da família Waterford.

    Resumo da 1a temporada de The Handmaid's Tale

     

    A dinâmica da família com as Aias

    Esta é provavelmente uma das partes mais bizarras e perturbadoras da série. Para convencer as Esposas de que tá tudo certo pra um Comandante ter filhos com outra mulher, foi inventada uma espécie de “cerimônia”, em que o homem lê alguma coisa da Bíblia e estupra a Aia, que fica encaixada no meio das pernas da Esposa. Isso tudo com os criados olhando. Quando uma família tem sucesso e a criança da Aia nasce, a coisa fica ainda mais bizarra: todas as Aias são chamadas para dar apoio durante o parto, enquanto as Esposas se reúnem para apoiar uma simulação de parto da Esposa daquela família, que obviamente não está parindo nada. Depois de todo o período de amamentação, a Aia provavelmente será enviada a outra família que queira descendentes. Este é o máximo de interação permitido, uma Aia não pode se tornar amiga da família.

    Resumo de The Handmaid's Tale

     

    Os Waterford

    Voltando à família que June, ou melhor, Offred tem que servir, os Waterford estão no epicentro do que criou Gilead. A Esposa, Serena Joy (Yvonne Strahovski) é a autora que escreveu o livro “O lugar da mulher”, que discorre sobre o que ela chama de “feminismo doméstico”. No argumento dela as mulheres têm uma obrigação cristã e moral de se tornarem mães e o empoderamento feminino deve ser encontrado na discrição e no trabalho doméstico. Também é dela a ideia de que, em um mundo com tão poucas pessoas conseguindo conceber, a fertilidade pode se tornar uma commodity e ser trocada como mercadoria.

    O marido dela é Fred (Joseph Fiennes), um membro dos Filhos de Jacó que se promoveu basicamente em cima do trabalho da esposa. Em determinado momento ele se aproxima de Offred e a convida para jogar Scrabble e ler revistas em seu escritório, o que é absolutamente proibido nessa sociedade. Offred também descobre que a Aia que a precedeu cometeu suicídio.

    Resumo da 1a temporada de The Handmaid's Tale

     

    A Resistência

    Lógico que nessa sociedade tão biruta as pessoas (pelo menos algumas delas) iriam se mobilizar contra o sistema. Offred descobre isso num dia em que sai para fazer compras com outra Aia, Ofglen (Alexis Bledel), já que para qualquer atividade fora de casa as Aias devem sair em duplas. Só que não demora muito para Ofglen ser substituída por outra Aia. O motivo: ela acabou se envolvendo com a Martha da família dela e eu nem preciso dizer que a homossexualidade é proibida em Gilead, né? Considerada uma “traidora do gênero”, ela vê sua amante ser executada. Mas, como ela é fértil e muito valiosa para ser morta, Ofglen tem seus genitais mutilados e é enviada para outra família.

    Resumo da 1a temporada de The Handmaid's Tale

     

    Mas afinal, Offred engravidou?

    Depois de muitas tentativas, o Comandante não conseguiu engravidar Offred (que nós sabemos ser fértil). Logicamente o problema é com ele, mas nessa sociedade patriarcal é óbvio que eles não admitem que o homem possa ser o problema. Sabendo disso, Serena Joy arranja um encontro entre Offred e o motorista Nick (Max Minghella), que também é um Olho, para aumentar as chances de ela engravidar, independentemente de quem seja o pai da criança. O que Serena não sabe é que Offred e Nick se tornarão amantes depois, o que eu não preciso lembrar, é proibido. Ao mesmo tempo, Offred conquista a confiança de Fred, que a leva para uma noite nas Jezebels, um bordel em Boston. Lá, ela encontra sua amiga Moira e as duas conseguem colocar em movimento uma missão designada a Offred pela Resistência: ela recebe um pacote cheio de cartas de Aias de todo o país para seus familiares.

     

    Como os outros países lidam com isso?

    Então, sabemos que quem conseguiu fugir para o Canadá, incluindo Luke, marido de June, vive em uma colônia chamada “Little America” (ah, a ironia!). Enquanto isso, o México firma acordos internacionais de trocas de mercadorias, sendo que a contrapartida de Gilead tem justamente a ver com as mulheres férteis. Durante essas trocas comerciais escabrosas, Offred descobre o paradeiro de Luke e consegue enviar a ele um bilhete dizendo que o ama e dizendo para que ele salve Hannah.

    Em que pé está todo mundo?

     

    Moira: convencida por Offred a se unir à Resistência, ela consegue fugir para o Canadá e se encontra com Luke.

    Ofglen: na sua segunda família, ela rouba uma van e atropela um agente do Olho. Depois disso ela é levada para os “Campos”, que nós ainda não conhecemos mas sabemos que não são coisa boa. Devemos saber mais sobre eles na segunda temporada.

    O Comandante Fred: até onde eu lembro continua um babaca que se safa de tudo.

    Serena Joy: descobre que seu marido levou Offred às Jezebels, mas logo depois descobre que Offred está grávida. Para garantir que a Aia não faça mal a si ou ao bebê, ela leva Offred a Hannah e diz que se ela não se comportar vai fazer a filha sofrer.

    Offred: grávida de Nick, chantageada por Serena e com aquele monte de cartas das Aias, ela é levada pelos Guardiões na van preta. Nick, que é do Olho, disse para ela simplesmente ir e confiar nele.

    Com tudo isso pendurado, será que estamos ansiosos?

     

    Trailer da 2ª temporada de The Handmaid’s Tale

    Imagens: © 2016 Hulu

    Leia também: Top 5 séries que estrearam em 2017
     

    Compartilhe: