A Trilogia da Vingança de Chan-wook Park

    Trilogia da Vingança: Oldboy

    Diferentemente da maioria dos filmes seriais, a Trilogia da Vingança de Chan-wook Park não se conecta de forma linear, contanto a mesma história. Os três filmes, aliás, nunca tiveram a intenção de formar uma trilogia por parte do diretor. Foi a crítica que os classificou desta forma, devido às temáticas semelhantes e às jornadas de seus protagonistas, todas conectadas pela vingança.

    Para entender um pouco melhor, vamos passar um resumão de cada um dos filmes:

    Mr. Vingança (2002)

    O mais experimental dos filmes de Chan-wook Park conta a história de um jovem surdo-mudo que, desesperado para conseguir um transplante de rim para sua irmã, acaba se envolvendo com o mercado negro de órgãos e tem o seu próprio rim extraído. Ele então se vê em uma dupla jornada: conseguir o dinheiro para o transplante da irmã (que obviamente não teve sucesso na sua primeira tentativa) e se vingar daqueles que o enganaram e extraíram o seu rim. Só que isso envolve o sequestro de uma criança e muitas desgraças pelo caminho.

    Leia a crítica completa de Mr. Vingança

    Trilogia da Vingança: Mr. Vingança

    Oldboy (2003)

    O mais famoso dos três filmes conta a história de um homem que foi mantido em cativeiro por muitos anos e, misteriosamente, é libertado. Ele conta com a ajuda de uma jovem para descobrir quem fez isso com ele se vingar desta pessoa. Tem uma pegada mais investigativa, uma eletrizante sequência de luta e um dos plot twists mais doentios do cinema.

    Leia a crítica completa de Oldboy

    Trilogia da Vingança: Oldboy

    Lady Vingança (2005)

    Desta vez Chan-wook Park nos apresenta a uma protagonista feminina que também passou muitos anos em cativeiro, só que no caso dela no sistema prisional por um crime que ela não havia cometido. Em liberdade, ela busca reencontrar a filha que ainda era muito nova na época de sua prisão e também descobrir o paradeiro do homem que a incriminou. Ela carrega consigo aprendizados e a ajuda de algumas de suas colegas de cela. Em sua jornada de vingança, ela reúne outras pessoas que também têm motivos para se vingar do mesmo homem.

    Leia a crítica completa de Lady Vingança

    Trilogia da Vingança: Lady Vingança

    Como os filmes da Trilogia da Vingança são ligados?

    Com três histórias bem distintas, o tema em comum de todas elas não poderia ser diferente: vingança. A premissa dos três é bem parecida: personagens que foram enganados e penalizados apesar de sua inocência. E é justamente isso o que os leva a extremos para concretizar suas vinganças.

    Mas diferentemente daquela visão unilateral de justiceiros, em todos os filmes há outros personagens que também têm seus motivos para a vingança: o pai da menina sequestrada em Mr. Vingança e o próprio antagonista de Oldboy, por exemplo. Todos eles acometidos por tragédias particulares envolvendo a morte de um ente querido.

    Embora a vingança seja o tema central, os roteiros não fazem questão de dar qualquer tipo de glamour a esta busca. Em todas as histórias a vingança apenas serve para corromper os protagonistas e a levar a ainda mais tragédia. O recado é desolador: não há redenção na vingança, apenas a perda com aquilo que nos torna humanos. Como já diria seu Madruga: “A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena”. Profundo. Do poço.

    Compartilhe: